Categorias
Uncategorized

A crise e as oportunidades que os varejistas precisam conhecer

A crise é um tema frequente na cabeça do empresário, isso é fato! Será que a maioria está vendo somente os problemas ou uma oportunidade de alavancar seu negócio?  Isso também é fato.

Aumentar vendas no comércio diante de um cenário negativo pode representar um grande desafio, mas é nessas horas que as oportunidades aparecem.

Para entender melhor, veja ações na administração da empresa que, quando bem executadas, contribuem com o resultado final em seu comércio.

Controle de custos

Identifique seu ponto de equilíbrio, aponte o que é essencial para seu negócio funcionar e comece a eliminar o resto, ou invista em publicidade e meios para alavancar suas vendas do que economizou.

Reduzir custos e despesas elava as chances de a empresa crescer. Mas o que isso tem a ver com um aumento nas vendas? É bastante simples de entender.

A maioria dos comerciantes acham que reduzir preços é uma estratégia para atrair clientes. Quem se planeja para isso precisa identificar uma margem de lucro segura. Pois, não vale a pena comprometer o caixa apenas para atender a ilusão de loja cheia.

Para chegar ao valor ideal, é preciso conhecer seus custos fixos e variáveis e calcular tudo na ponta do lápis. Logo, se você quer baixar preços, precisa controlar melhor seus gastos, o que depende de uma rigorosa gestão do fluxo de caixa.

Anotar todas as receitas e despesas, por menores que sejam, é um passo básico, pois permite identificar por onde o dinheiro está escapando.

Há no mercado ferramentas eficientes, que funcionam de forma integrada, permitindo realizar esse acompanhamento facilmente, até mesmo pelo smartphone.

Gestão de estoque

Controlar a entrada e saída de mercadoria é essencial. Quando você não controla a entrada e saída de mercadorias em seu comércio, pode abandonar no estoque produtos próximos de perder a validade, ou comprar produtos que não precisava.

Outro ponto é NÃO considerar a peça faltante de estoque com o mesmo rigor que é tratado uma falta de caixa. Por vezes o empresário “quebra a cabeça” para identificar uma falta de R$ 1,00, mas não dá a mesma atenção quando uma peça que custa R$ 50,00 não é encontrada.

Esses são erros clássicos de gestão, mas há outros relacionados ainda mais diretamente às vendas.

Sem um controle de estoque eficiente, você perde vendas por não ter o produto, ou por não saber se existe esse produto disponível (a bagunça não permitiu que você veja se ele está esquecido em um canto).

Tenha em mente que para aumentar seus lucros, seu estoque precisa ser o mais enxuto possível e com o mínimo de tempo parado na loja. Quanto mais tempo uma peça fica na loja, menor será seu lucro, além dela poder se depreciar, estará ocupando o lugar de outra em seu salão de vendas.

Desconfie de seus fornecedores! Não é por que dizem que vende bem em outras empresas que terá o mesmo resultado na sua.

As vezes não vale a pena conseguir um preço melhor por uma determinada quantidade que será comprada que por fim, pode ficar parada em seu estoque. Faça uma abordagem diferente coloque seu fornecedor em ‘xeque’. “Se não vender em X dias, você recebe as peças de volta?” Dependendo da resposta que receber, você saberá se vale ou não a pena esse investimento.

Fica claro aqui que você precisa de maior organização. Uma inspeção física rotineira no espaço ajuda bastante, mas não dê chance para o azar. Atualmente, é possível contar com sistemas de gestão integrada que permitem acompanhar mais de perto todas as movimentações no estoque, entradas e saídas, além de reunir contatos de fornecedores.

Ah! Fique atento a troca de códigos pelos vendedores ou pelo caixa. Por comodidade, falta de conhecimento e por outros motivos vendedores e operadores de caixas usam códigos genéricos ou com o mesmo valor para passar no caixa para agilizarem seu trabalho, o que gera um furo duplo em seu estoque, mesmo com sistema informatizado.

Nesse ponto é necessária uma conscientização de toda a equipe e aplicação de treinamentos progressivos até que essa rotina errada seja abolida de sua empresa.

Navegue pelo conteúdo:

Cadastro de clientes

Você conhece o seu cliente? Se a reposta for não, já sabemos que a culpa pela baixa nas vendas não é apenas da crise. Um cadastro com informações e contatos de seus consumidores não serve apenas para cobrar inadimplentes. Aliás, vai muito além disso.

As técnicas para aumentar as vendas passam pela descoberta de seu público-alvo. Assim é possível realizar promoções e pós-venda. Se você não conhece seu cliente, como criar estratégias?

Conhecer seu cliente permite que você realize ações de marketing direcionado, fidelize seu atuais cliente com cupons, promoções e eventos. Mas isso é possível se existir um cadastro onde armazenando informações sobre ele.

Gostaria de inovar, propor um evento diferenciado ou mesmo lançar um produto que seja a cara do seu público, mas não tem um controle que dê alguma informação sobre ele. Consegue entender onde está errando?

Anotar apenas nome e telefone em uma agenda não é suficiente. Por isso, existe a tecnologia para automatizar esse processo, integrando informações que darão suporte à sua tomada de decisões com foco no aumento de vendas. Por que ficar parado no tempo?

Agora falando especificamente da famosa no crediário, existem dois pontos que precisa ficar atentos.

O primeiro seria como você paga suas compras e como você as vende. Dependendo da quantidade de parcelas que você faz a seu cliente, você pode estar utilizando seu capital de giro para pagar seu fornecedor. Você já tinha pensando nesse pequeno detalhe? Se não, dependendo do caso pode fazer a maior diferença em seu caixa.

O outro ponto seria a análise de crédito. Em resumo, venda, mas VENDA BEM!

A Inadimplência existe mas precisa ser a menor possível. A melhor forma de reduzi-la é através de uma análise muito bem-feita de crédito e referências para quem você vai vender.

Depois que o produto saiu da loja, o problema é outro e muitas vezes contará com a sorte. Uma equipe de cobrança ajudará, mas antecipando, gastará menos e reduzirá o risco de entregar seu produto de graça a um cliente, fora o transtorno que terá e a perda do cliente.

Superar a crise nas vendas depende de você

Por pior que seja o cenário, é importante enfrentar a concorrência com todas as armas disponíveis. É por isso que o pequeno empreendedor varejista não deve se deixar abater pelo ambiente econômico adverso.

Como visto acima, a melhora na gestão da empresa é o diferencial competitivo que faltava, pois permitirá direcionar melhor as ações, sempre com foco no cliente.

Utilize um sistema que auxilie sua rotina, conheça sua realidade financeira, qualifique seus controles, reduza custos e aposte em tecnologia para tornar isso mais fácil. Fale com um de nossos especialistas.

Categorias
Uncategorized

GERENCIAMENTO: Por que pequenos empresários do ramo de vestuário estão sem dinheiro?

O ramo de vestuário enfrenta dificuldades diante do atual cenário econômico do Brasil. Uma pesquisa mostrou que a maioria das lojas fecham as portas antes mesmo do segundo ano de existência.

O motivo que leva os pequenos empresários a fecharem as portas são, muitas vezes, a falta de planejamento, gerenciamento e ferramentas adequadas.

Mas será que você sabe realmente quais são os fatores que contribuem para o sucesso de uma empresa?

Está pensando em abrir uma empresa ou já abriu e está trabalhando para o negócio dar certo? Então confira as dicas que podem ajudar e muito no crescimento e fortalecimento de uma empresa.

1 – Tenha conhecimento em gestão

O principal passo para que o negócio dê certo é saber empreender. Antes de abrir uma empresa, adquira total conhecimento sobre seu mercado, conheça bem as dificuldades do empreendedorismo e gestão de negócios.

Antes de investir em publicidade e propaganda, aprenda a planejar e estruturar seu negócio. Faça uma pesquisa de mercado, saiba onde o seu público está, depois será possível investir focado nos objetivos da empresa.

Muitas lojas são fechadas no Brasil porque os gastos eram maiores que os lucros. Isso demonstra claramente falta de conhecimento em finanças e o motivo desse descontrole é a falta de planejamento e gestão.

Navegue pelo conteúdo:

 

2 – Contrate profissionais qualificados

Evite contratar pessoas só pela boa aparência e um sorriso bonito, lembre-se que você está em busca de bons profissionais e não de modelos. Desconfie de currículos invejáveis, pois pessoas bem qualificadas, dificilmente estão desempregadas.

A maioria das empresas contratam pela capacidade técnica, mas as demitem por questões comportamentais. Privilegie as pessoas de melhor comportamento, pois a parte técnica e operacional é mais fácil lidar.

Analise muito bem a contratação de parentes, pois se o parente contratado for uma pessoa apta para o seu negócio, você estará no lucro; mas se não for, você corre o risco de estar investindo em dores de cabeça no futuro e possíveis e indesejáveis problemas familiares.

Uma equipe qualificada ajuda o negócio a prosperar, por isso, opte por pessoas que estejam dispostos a vestir a camisa da empresa e dê a elas condições de crescimento.

3 – Invista em Marketing estratégico

O marketing estratégico eficaz é aquele que converte propaganda em lucros. O objetivo é atrair e fidelizar clientes!

Atualmente uma das ferramentas mais importantes de comunicação e que traz bons resultados é o Marketing Digital.

Esteja presente nas redes sociais, faça vídeos demonstrativos (se tiver vergonha, chegou a hora de deixá-la de lado), demonstre os benefícios de seu produto ou serviço e crie vínculos mais fortes com seus clientes.

Faça anúncios no Google e nas redes sociais, realize promoções e invista em programas de fidelidade. Caso não tenha conhecimento para utilizar essas ferramentas, peça ajuda a uma agência de publicidade.

Hoje as pessoas buscam referências na internet e um senso de pertencimento e é lá que seu negócio deve estar.

4 –  Defina preços adequados

Você tem que ser a pessoa que mais conhece seu cliente e o quanto são sensíveis a seu preço.

Em situações de concorrências acirradas e baixas margens de lucro, tente se diferenciar oferecendo valor a seu produto, demonstrando seus benefícios, um atendimento diferenciado que possivelmente conseguirá uma margem melhor e consequentemente aumentar seu ticket médio.

Essa mesma regra pode ser aplicada a seus produtos de maior margem, em ambos os casos, fique atento às quantidades de descontos que venha aplicando, pode ser que seu concorrente está tendo um preço melhor ou você não esteja oferendo um ‘valor‘ complementar que fará que seu cliente escolha você não por preço, mas por afinidade e atendimento único.

5 – Invista em ferramentas tecnológicas

Por último, e não menos importante, invista em ferramentas de gestão. Atualmente as empresas estão lidando com muitos números, regras, obrigações legais e isso não pode ficar só em um arquivo de computador ou em uma “agendinha” no fundo da gaveta.

Cada vez mais as exigências fiscais do governo estão aumentando, cruzamento de informações de notas fiscais de fornecedores e consumidores cada vez mais exigentes. A concorrência não está parada e você não pode ficar estagnado com o pensamento “sempre trabalhei assim e não preciso mudar”.

A tecnologia está cada vez mais integrada e popular, seus custos estão cada vez menores. Pesquise, existem um mundo de possibilidades que seus custos que cabem no seu bolso e não seja pego desprevenido com alguma exigência fiscal ou descobrir que seu lucro não seja como imaginava.

Gerencie de forma adequada, utilize um sistema ERP de gestão e centralize todas as informações de sua empresa em um único lugar.
Utilizando sistema de gestão empresarial é possível emitir documentos fiscais, gerar boletos, controlar estoque, manter finanças em dia, comprar com segurança, maior facilidade em gerenciar clientes e suas compras a prazo e várias outras funções.

Um sistema apropriado, pode ajudar você a colocar as coisas em ordem e, assim, vender mais e com redução de custos. Todo esse processo reflete diretamente na sua lucratividade.

O Commerce Master possui essas e outras funcionalidades. Quer saber mais de como podemos ajudar sua empresa? Fale com um de nossos especialistas!

Categorias
Uncategorized

FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES: Os segredos para fidelizar clientes de pizzarias e restaurantes sem gastar muito

Atrair e fidelizar clientes é essencial para qualquer empresa, principalmente para bares, restaurante e pizzarias. Mais importante que atrair novos clientes é saber como fidelizar os esses clientes alcançados.

Esse é um desafio para os donos de restaurante e pizzarias, pois cliente satisfeito indica seu estabelecimento para outras pessoas, e também pode acontecer o contrário, quando insatisfeito, ele começa a denegrir a imagem de seu negócio.

Você já deve ter presenciado aquele restaurante ou pizzaria sempre lotado e de uma hora para outra os clientes somem! Não somem, algo aconteceu.

Preparamos algumas dicas para quem quer fidelizar clientes e, assim, conseguir mais sucesso e aumentar seu lucro.

1 – Ambiente agradável

Todo mundo gosta de ambientes acolhedores e agradáveis, por isso, o interessante é montar um ambiente voltado ao bem-estar de seus clientes.

Na hora de projetar esse local, pense em um ambiente agradável, que traga conforto e com a decoração de acordo com a proposta de cozinha, cardápio, atendimento e o tipo de cliente que você atende.

Pense principalmente em quem será o tipo de pessoa que irá frequentar seu estabelecimento e monte a decoração de acordo com esse perfil. Coloque ar-condicionado para os dias mais quentes, iluminação que seja condizente com sua proposta e w-fi para a maior comodidade do seu cliente.

Presenciamos casos que o estabelecimento foi totalmente modificado com toda sofisticação e requinte e os clientes sumiram, pois eles estavam em busca da simplicidade.

Nesse exemplo real, poderiam se modernizar sem tirar a proposta da simplicidade que os mantinham fieis, a não ser que o objetivo do proprietário fosse mudar o perfil do cliente atendido. Em resumo, avalie o risco e os objetivos que esteja buscando e não se esqueça, seus clientes poderão ajuda-los nessa decisão.

2 – Peça feedback aos clientes

Você só saberá o que melhorar no seu restaurante se contar com os feedbacks dos clientes. Ao perceberem que você solicitou ou deu atenção às reclamações e ainda fez os ajustes necessários, a tendência é que os consumidores sejam fidelizados. Afinal, todos gostam de perceber que sua opinião é importante.

Pode ser que tenha medo de realizar essa ação, mas é necessário! Deixamos claro que em algumas situações pode ser doloroso para o proprietário, poderá receber críticas sem fundamentos e também muitos elogios que te motivará a fazer seu trabalho ainda melhor.

O importante é recebe-las de coração aberto, não levando para o lado pessoal e simplesmente agradecendo o cliente e dizer algo como “Irei ver o que poderemos fazer” ou um simples “Obrigado”. Em um momento tranquilo, pare e reflita sobre tudo que ouviu, analise quais foram as razões e situações ocorreram e busque ver o que pode melhorar. Com certeza você encontrará o caminho.

Fortalecer os pedidos de feedback e manter um canal aberto e direto de diálogo são ações essenciais para ter esse retorno. Portanto, deixe pesquisas de satisfação próximas ao caixa, disponibilize e-mails para reclamações e esteja disposto a conversar quando necessário.

3 – Utilize programas de fidelidade

É comum que estabelecimentos presentei o cliente com brindes e promoções para que ele possa voltar. Ofereça o famoso cartão fidelidade, programas de cashback ou algum tipo de ação que incentive seu cliente a voltar.

Na hora de planejar esse tipo de ação, leve em consideração qual seu tipo de público e se seu estabelecimento não terá nenhum prejuízo.

A ideia é oferecer vantagens ao seu cliente de acordo com seu consumo, por exemplo, consumiu dez pratos executivos, ganha um prato à escolha do cliente. Desse modo, o cliente se sente motivado a preencher os dez pratos para economizar em um outro.

Outra dica que pode ajudar sua empresa a lucrar é o programa cashback. Com ele, a cada compra que seu cliente realizar, ele ganha um bônus para ser utilizado em seu próprio estabelecimento.

Como esses processos tomam tempo e exige um certo controle, uma opção seriam os aplicativos e programas de fidelidade. Eles ajudarão a automatizar todo esse processo, promoverá um gerenciamento maior mostrará vários indicadores de seus clientes.

4 – Atendimento diferenciado

É imprescindível que sua equipe esteja treinada para um ótimo atendimento. Um cliente, quando mal atendido, nunca mais retorna ao estabelecimento. Por isso, a simpatia dos funcionários é essencial!

Para manter o bom atendimento, é preciso incentivar o seu time de colaboradores. Mantenha a equipe sempre motivada e engajada, oferecendo treinamentos, curso para garçons e ofereça uma boa remuneração pelo cargo.

Em todo estabelecimento sempre tem aquele garçom que se destaca dos demais, use o melhor dele para treinamento dos demais para que o exemplo seja regra. Você vai ver que outros profissionais começarão a se destacar e é necessário ficar atendo a isso para replicar novamente esse conhecimento.

O bom atendimento é uma das principais ferramentas de fidelização de cliente, afinal, todo mundo gosta de se sentir bem acolhido.

5 – Cardápio prazeroso

Possuir um cardápio com opções prazerosas e com apresentação impecável, também ajuda na hora de fidelizar um cliente.

Invista em bons profissionais na cozinha e ofereça pratos únicos e com sabor inigualável. Também é importante treinar a equipe de garçons para que eles saibam oferecer os pratos e oferecer sugestões de acordo com o que o cliente deseja.

Um bom atendimento somado a uma comida saborosa, torna a experiência inesquecível. Devido a isso o cliente, com toda certeza, voltará e ainda irá indicar seu estabelecimento.

Com o avanço da internet, fica cada vez mais fácil denegrir ou exaltar a imagem de seu bar, restaurante ou pizzaria. Páginas de avaliação do estabelecimento e recomendação interferem na hora do cliente escolher onde ir.

Lembre-se, seu cardápio precisa ser atrativo com boas imagens, fácil acesso e bem organizado. Ele refletirá diretamente nos pedidos e também uma das primeiras impressões com o serviço que estará prestando.

Aplicativos com cardápios digitais ou deixa-lo disponível nas redes sociais também são uma excelente pedida.

Gostou das dicas? Então não perca tempo, comece a utilizar essas ferramentas agora em seu restaurante, bar ou pizzaria.

Utilize um sistema de gestão para seu bar, restaurante ou pizzaria. Clique aqui e fale com um especialista!

Categorias
Uncategorized

Gestão do amanhã: 4 dicas tecnológicas matadoras que todo dono de pizzaria ou restaurante delivery deve saber

Aumentar o faturamento de um restaurante ou pizzaria é um processo que envolve tecnologia e inovação. Todas as empresas do ramo alimentício devem apostar em diferenciais para conquistar mais clientes e melhorar sua gestão.

Mas afinal, como fazer isso?

Preparamos umas dicas para auxiliar os donos de pizzarias e restaurantes. Confira:

  1. Comanda eletrônica

Pedidos realizados direto por um aplicativo possibilita uma maior agilidade no atendimento, já que com ela todos os pedidos feitos aos garçons são enviados automaticamente, por wi-fi, para a cozinha ou para o bar.

Esse modo de trabalho ajuda a reduzir a chance de erro. Se um pedido chegar errado ao cliente, sua frustração será voltada unicamente ao seu estabelecimento, gerando desconforto.

Preocupe-se em oferecer uma boa experiência para o seu consumidor.

  1. Acompanhamento de mesas

Ninguém gosta de atendimento demorado, principalmente em restaurantes, onde as pessoas estão famintas e querem um momento de descanso.

Automatizando seu comércio, o atendimento passa a ser mais rápido, pois as mesas poderão ser gerenciadas em tempo real.

No sistema de gestão também é possível anotar por um tablet ou smartphone e lançar direto na cozinha.

Todos irão ganhar, inclusive a imagem do seu restaurante ou pizzaria.

Navegue pelo conteúdo:

  1. Trabalhe com um método de encomendas apropriado

Os restaurantes costumam oferecer para seus clientes diferentes meios para realizar pedidos, de forma a garantir que obtenham mais encomendas.

A melhor forma para fazer esse gerenciamento é utilizar um sistema onde é possível acompanhar pedidos desde a produção até a entrega. Com esse controle é possível evitar atrasos.

  1. Utilize programa de fidelidade

Manter um cliente é mais difícil do que trazer novos, por isso é importante aplicar estratégias de fidelização digital.

Através de um programa de fidelidade, é possível converter todas as compras do cliente em bônus para que ele possa gastar em seu próprio estabelecimento.

Melhor que ter acesso a bons descontos, só receber parte do dinheiro de volta. Programas de reembolso são muito atraentes para os clientes, já que eles não demoram a ver parte do seu dinheiro de volta.

Faça ainda melhor, use um sistema inteiramente voltado para ajudar no gerenciamento do seu estabelecimento.

Entre em contato com um consultor de vendas e automatize seu bar, restaurante ou pizzaria!

 

Categorias
Uncategorized

Dia dos Pais: Dicas para vender mais no e-commerce

O Dia dos Pais está chegando e com essa data cresce o número de pessoas que buscam por presentes no universo online. O Dia dos Pais é uma das datas comemorativas que mais lucram no comércio eletrônico, perdendo apenas para períodos como Natal e a Black Friday.

No ano passado, em 2018, a data movimentou cerca de R$ 2,1 bilhões em vendas. Para este ano, a expectativa é de que o desempenho seja ainda maior.

Essa é uma ótima oportunidade para as lojas online ampliarem as vendas, que mesmo faltando apenas alguns dias para a chegada da data, ainda é possível se preparar para garantir bons negócios.

Confira abaixo algumas dicas que podem ajudar você a vender mais no Dia dos Pais 2019.

1 – Defina produtos com alto potencial de vendas

De acordo com a Ebit|Nielsen, o gasto médio dos produtos vendidos pelo e-commerce, em 2018, no Dia dos Pais foi de R$ 409.

Ainda no ano de 2018, os presentes que mais se destacaram foram livros, smartphones, remédios, tênis, suplementos, TVs e perfumes. Em 2017, os itens mais procurados foram celulares, tênis, vinhos e relógios de pulso.

De acordo com um estudo divulgado pelo Google, as buscam nas últimas semanas que antecedem a data, em sua maioria, são para produtos na categoria de eletro, móveis e smartphones, depois, nos últimos dias, as buscam mudam para calçados, itens esportivos, bolsas e relógios.

Com base nessas informações, a melhor estratégia é reforçar o estoque desses produtos e, ao mesmo tempo, oferecer preços competitivos ou descontos.

2 – Prepare a loja para as demandas

Mesmo que não seja possível prever a quantia que a loja irá vender, é essencial fazer um bom planejamento.

Caso a loja online está no ar há mais de um ano, é interessante verificar o histórico de pedidos dos anos anteriores para usar como uma referência.

Com base nesses dados é possível reforçar o estoque, comprando um volume maior de produtos.

Também é possível preparar e ampliar a equipe de apoio para dar conta do aumento no número de pedidos, agilizando o preparo e envio das encomendas.

3 – Cuidado com fornecedores

Essa data carrega uma grande carga emocional para o consumidor, pois o produto será dado como presente para um ente querido. Caso o cliente passe por algum tipo de problema, toda a insatisfação cairá sobre a loja, prejudicando sua marca. Por isso, evite falhas juntos ao fornecedor.

Verifique se os produtos apresentam alta qualidade, pois assim, será evitado possíveis quebras ou outras questões que podem ocasionar a devolução do produto. Também vale a pena apostar em itens com um bom período de garantia. Isso deixa o consumidor mais confiante para finalizar a compra.

4 – Aproveite os marketplaces

A maioria dos consumidores realizam suas buscas em sites de grandes redes varejistas. Isso gera oportunidade valiosa para o lojista aproveitar os marketplaces.

Esse tipo de canal de venda aumenta a abrangência geográfica do negócio, pois expõe os produtos para um maior número de consumidores.

Além disso, a venda nos marketplaces apresenta diversas vantagens que favorecem a gestão e o aumento do faturamento nas vendas online.

5 – Envie os produtos dentro do prazo

Assim como qualquer data comemorativa, o Dia dos Pais exige uma data certa para a entrega, por isso, atrasos são inaceitáveis.

Sempre que receber um pedido, o lojista deve fazer o embalo e enviar rapidamente. Informe o cliente o real prazo de entrega, para não gerar frustração. Caso algum problema acontece, informe o cliente rapidamente, apostando sempre na sinceridade.

Se possível, aposte em brindes, mensagens personalizadas, cupons de desconto. Isso, além de melhorar a reputação da loja, ainda fideliza o cliente.

Apostar em entregas eficientes e de qualidade é um caminho fácil e promissor para garantir a fidelização dos novos clientes, o que gera efeitos positivos no longo prazo.

Precisa de ajuda para aumentar as vendas de seu e-commerce? Fale com um especialista clicando aqui!