Categorias
Uncategorized

Vale a pena adquirir um PDV White Label e integrá-lo a seu ERP? Conheça algumas das vantagens

As soluções White Label já ganharam bastante espaço no mercado. Você sabe o que é esse conceito?

O White Label é um modelo de negócio no qual um produto ou serviço desenvolvido por uma empresa pode ser revendido por pessoas, ou empresas, sem divulgação dos direitos autorais.

Ou seja, o produto ou serviço é vendido como se a tecnologia por trás fosse da marca que o revende.

O modelo White Label é bastante aplicado no setor de tecnologia, pois, os custos e o tempo necessário para se desenvolver um produto inovador ou para solucionar uma demanda específica exige toda uma estrutura para desenvolver, realizar as devidas manutenções e manter-se atualizado diante de eventuais demandas ou exigências governamentais.

Na indústria digital atual, a ideia é basicamente a mesma: a empresa que utiliza a plataforma não é a mesma que a desenvolveu.

Hoje em dia os softwares White Label já são utilizados por grandes empresas no mundo todo. Isso se deve ao fato de muitos startups terem se atentado às vantagens deste modelo de negócios nos últimos anos e uma ótima oportunidade para escalarem.

Os benefícios de um software White Label para os negócios

Essa forma de desenvolvimento tem semelhanças com uma forma de trabalho terceirizada, tendo em vista que a construção técnica fica por conta de outra organização.

Existem vários motivos pelos quais a compra de softwares white label se tornou popular entre as empresas atuais, como benefícios financeiros e de qualidade.

Entre os outros prós envolvendo o uso de plataformas white label estão:

  • Menor custo de desenvolvimento – as plataformas são desenvolvidas sobre um código pré construído diminui o tempo e o esforço necessários para sua finalização.
  • Toda responsabilidade de manutenção e atualizações é com a empresa do White Label
  • Não é necessário ter conhecimento de programação – toda a construção da inteligência é desenvolvida por terceiros.
  • Menos investimento em uma equipe técnica – os empreendedores não precisam contratar profissionais dedicados ao desenvolvimento.
  • Menor risco de implementação – com uma plataforma desenvolvida por especialistas na área, há menos problemas técnicos.
  • Rapidez de inserção no mercado com potencial para escalar – com um tempo de desenvolvimento menor, as ideias podem sair do papel com mais rapidez. Foque no que você é bom e deixe o resto com uma empresa White Label de confiança.

Mas afinal, quais seriam as vantagens de contratar um serviço que desenvolve softwares White Label para sua empresa? Isso realmente faz alguma diferença? Quantas vezes você já fez essa pergunta, mas nunca colocou na ponta do lápis?

Veja a seguir as principais vantagens, utilizando exemplos de um PDV White Label!

Qualidade

O primeiro benefício que pode ser ressaltado é a diminuição de falhas no software de PDV White Label, já que o sistema é feito por profissionais altamente capacitados e dedicados a essa função. Além disso, na maior parte dos casos, as atualizações são realizadas automaticamente para todos os usuários — tirando mais esta preocupação da cabeça dos empreendedores.

Agilidade

Cabe ao vendedor (você) realizar apenas a venda e o treinamento, o que acelera o processo e permite que os projetos sejam entregues com maior rapidez ao cliente final.

Isso vale tanto para as pessoas que querem revender um PDV (frente de caixa) ou para empresas de software que possuam um ERP e queiram terceirizar os serviços do PDV, adquirindo um PDV White Label.

Redução de custos

Além de não precisar investir em profissionais capacitados, com o PDV White Label o investimento inicial é baixo — ou até mesmo nulo, cada um define a melhor forma de cobrança — o que aumenta a chance de novos negócios.

No ramo de tecnologia os principais custos são o capital humano, ou seja, a folha de pagamento e a gestão de pessoas pesam muito no orçamento. Considerando que a empresa de ERP deseja investir na terceirização de seu PDV (frente de caixa) com a aquisição de um PDV White label, esses custos caem drasticamente e podem ser revertidos aumentando seu lucro.

Cobrança

Ao contar com um PDV White Label, o empresário pode definir a melhor forma de cobrar pelo produto final. Pensando que ele possuirá a sua marca, fica com você a definição dos valores e formas de pagamento. E em muitos casos a fornecedora do software ainda oferece auxílio com sugestões de ações de marketing.

Além dos pontos ressaltados acima, ainda existem as peculiaridades de cada empresa, como o oferecimento de suporte e aplicativo mobile, por exemplo.

Ao decidir apostar no modelo PDV White Label, assim como em qualquer outra parceria, é importante realizar pesquisas de mercado, avaliar reputação, se os custos são vantajosos e quais os recursos oferecidos antes de firmar o contrato. Tomando esses cuidados, os resultados têm tudo para serem positivos.

Seja nosso parceiro, fortaleça o seu negócio e cresça oferecendo confiança, inteligência e inovação em soluções feitas de pessoas para pessoas. Entre em contato com nossos especialistas e saiba mais!

Categorias
Uncategorized

Saiba quais são os motivos que fazem uma pizzaria ou restaurante fecharem. Talvez você esteja cometendo um desses erros

Quantos bares, restaurantes e pizzarias abrem em sua cidade? Quantos deles duram tempo o suficiente para se tornarem antigos ou tradicionais? Os números assustam!

De acordo com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, pelo menos 50% desses estabelecimentos fecham as portas antes mesmo de completar dois anos.

Mas afinal, porque esse número é tão grande, já que o ramo alimentício é o que mais cresce no país?

Muitas vezes o problema não tem nada a ver com o potencial lucrativo do mercado, mas sim com a gestão que cada empreendedor executa e com erros comuns, que levam o negócio ao fracasso.

Confira os principais erros e saiba como evitá-los!

Falta de conhecimento na área

A falta de conhecimento da área pode comprometer e muito o sucesso de seu negócio, já que é preciso entender e conhecer tanto o modelo de negócio escolhido quanto seu nicho de mercado para poder fazer a gestão.

Muitas vezes empreendedores decidem largar sua carreira para investir no ramo pelo simples fato de gostar do ramo alimentício ou pelo desejo de ter seu próprio negócio. Não existe nada de errado nesse pensamento, a vida de empreendedor é assim mesmo, cheio de riscos, mas esses precisam ser controlados para que seu sonho não virem pesadelos.

Isso vale também para empresários já estabilizados que querem realizar uma mudança do cardápio ou que não se atualizam, o risco é o mesmo.

Para uma pizzaria ou restaurante se tornar rentável, é preciso que você faça uma imersão no mercado. Busque referências, trabalhe para adquirir experiência, nem que faça sem cobrar nada, mas é essencial para ver se encaixa em seus objetivos e tirar as dúvidas na prática sobre o que vale ou não a pena.

Estude tudo sobre gestão e principalmente sobre o segmento escolhido, seja ele self-service, pizzaria ou hamburgueria, por exemplo.

Procure pessoas com experiência, vá a eventos da área e, se possível, faça uma imersão prática em algum lugar para compreender melhor essa nova realidade e sentir como se sai nesse desafio.

Aí entra a visão do empreendedor, mensure os riscos e quando assumi, faça acontecer até dar certo. A persistência e o amor ao que faz, definirá entre o sucesso e o fracasso.

Alimentos e bebidas com qualidade inferior que seus clientes esperam

A qualidade dos produtos oferecidos diz muito sobre sua preocupação com a higiene e com o serviço prestado aos clientes. Por isso, é fundamental ter um cuidado especial com a escolha dos ingredientes e dos fornecedores parceiros.

A falta de qualidade dos alimentos e bebidas que o restaurante serve causa consequências relevantes ao local. Um vegetal velho, uma verdura mal lavada ou uma carne acondicionada de forma indevida trazem riscos graves à saúde dos clientes, e podem trazer problemas com a Vigilância Sanitária.

Tenha atenção a cada entrega ou realize o treinamento adequado para que alguém possa fazer o acompanhamento e o teste de qualidade dos produtos. Como são entregues muitos produtos perecíveis e de rápido fluxo na cozinha, pode passar alguns ingredientes despercebidos de baixa qualidade.

Além disso, vale ressaltar que a aparência dos pratos conta muito na percepção dos consumidores. Se os ingredientes não estiverem em perfeito estado, o resultado das receitas não será o mesmo, e até o sabor pode ser afetado. Uma comida disforme e esquisita não agrada aos olhos do público e acaba afastando a clientela.

Um ponto para refletir: Em seu cardápio existe uma foto de um prato lindo, que dá “água na boca” e, seu cliente o escolhe. Quando ele for servido, está idêntico a imagem? Reflita um pouco sobre isso!

Ponto de localização ruim

Não saber onde seu público está pode ser um erro. Muitos empresários abrem seu negócio sem uma pesquisa de mercado e ficam absolutamente condenados. Essa pesquisa, precisa ser bem ampla, pois quanto mais informações, melhor será sua assertividade.

O perfil de cliente que deseja atender frequenta a região onde está o estabelecimento está instalado ou deseja instalar?

O ramo alimentício que deseja atender é aceito nesse local?

Procure saber de casos nas mediações que estão dando certo e os que não deram, para que possa analisar com mais calma.

Se você abrir um restaurante em um local de pouca visibilidade, pouco tráfego de pessoas e sem estacionamento à vista, você provavelmente já errou em sua gestão.

Mapeie a região, analise onde está sua concorrência e escolha um local baseado em seu objetivo de venda. Invista em um imóvel onde você tenha certeza de que será um local agradável, visível, com fácil acesso a estacionamento e com tráfego de pessoas.

Falta de diversão

O cardápio diferenciado e de qualidade trazem o cliente, mas é o ambiente que fazem eles ficarem. É importante investir também em diversão, aposte em música ambiente ou televisores com programas interessantes, Wifi disponível e local arejado.

Esse tipo de clima, além de trazer mais clientes, ainda mantem os que estão no local por mais tempo e consumindo mais.

Navegue pelo conteúdo:

Não investir em marketing

O investimento em um bom plano de marketing é essencial para seu negócio, pois através disso é possível saber onde seus clientes estão e fazer campanhas muito mais eficazes.

A visibilidade e o retorno em vendas trazidos pela presença em redes sociais direcionados, ajudam pizzarias e restaurantes a aumentarem seu tempo de vida, já que potencializam o marketing e levam o negócio para mais pessoas.

Crie perfis em redes sociais, aposte em campanhas pagas e promoções. Além disso, também é interessante fazer ações voltadas para fidelizar clientes, como a distribuição de cartão fidelidade.

Pizzarias e restaurantes fecham por vários motivos, mas a principal deles é falta de uma boa gestão. Evite esses erros e procure estar sempre por dentro das tendências e novidades do seu segmento. Uma boa gestão se dá de forma contínua!

Também é importante contar com a ajuda de um bom software de gestão, clique aqui e fale com um de nossos consultores.